top of page
Você conhece o Cordão de Girassol?

O Cordão de Girassol tem como principal objetivo auxiliar a identificação de pessoas com deficiências não visíveis em grandes estabelecimentos. Ele é usado para sinalizar a prioridade de atendimento ou suporte diferenciado a indivíduos com deficiências ou necessidades específicas de saúde.

Criado por funcionários do aeroporto de Gatwick, no Reino Unido, em 2016, pela HD Sunflower, eles transformaram esse acessório em um símbolo de apoio, para facilitar o acolhimento de pessoas com deficiências ocultas. As pessoas que usam o colar, não buscam qualquer privilégio, mas apenas um pouco de compreensão e empatia.

Quem pode usar o cordão de girassol?

Pessoas que têm uma deficiência, mas que não é aparente. Pessoas com deficiência física, como ostomizadas, com paralisia cerebral, hemiparesia, com deficiências sensoriais (surdas, cegas), com deficiência intelectual, autistas, com doenças raras, entre muitas outras condições que são consideradas deficiência por leis vigentes.

Posso usar o cordão de girassol para ter atendimento prioritário e desconto de meia-entrada?

Não. Usar o cordão não garante o atendimento prioritário ou desconto de meia-entrada. A pessoa poderá ser solicitada a apresentar o laudo, carteirinha ou documento que comprove a deficiência. Só use se você tiver uma deficiência oculta ou se estiver acompanhando uma pessoa com alguma deficiência não visível. É muito importante o uso consciente do cordão.

A Prefeitura de Volta Redonda através da Secretaria da Pessoa com Deficiência está distribuindo o cordão do girassol gratuitamente.

Para receber é preciso se enquadrar no rol de deficiências ocultas, fazer o cadastro abaixo e anexar o laudo. 

Quem se cadastrar até as 16:00 horas do dia 04/08 receberá no Evento 'Conexão Mega Cidadania', que ocorrerá na Vila Santa Cecília, sábado dia 05/08, na Praça Brasil, das 09:00 às 16:00 horas.
bottom of page